Notícias

arte1

CONJUNTO PENAL DE ITABUNA PROMOVE PALESTRA SOBRE O “AGOSTO LILÁS”

“auxiliar e orientar a mulher vítima de violência é, por si, uma ação eficaz para o seu fortalecimento como ser humano sujeito de direitos” [ Psicóloga Fernanda Badaró da Socializa no CPI ]

Sensibilizar a população carcerária feminina sobre o enfrentamento à violência de gênero contra a mulher, mostrando a elas os caminhos para a prevenção e superação de situações de violência em suas diversas formas. Esse foi o principal objetivo de uma série de palestras realizadas no Conjunto Penal de Itabuna (CPI), na manhã de segunda-feira (27), com as mulheres ali custodiadas. O “Agosto Lilás” é uma ação de conscientização em toda a sociedade para o combate à violência contra a mulher.

De acordo com o setor de Psicologia da Socializa no CPI, “auxiliar e orientar a mulher vítima de violência é, por si, uma ação eficaz para o seu fortalecimento como ser humano sujeito de direitos”, afirma a psicóloga Fernanda Badaró, que propôs a ação junto com a equipe. Mas o trabalho foi além.

A palestra ministrada pela equipe técnica do Centro de Referência de Atendimento à Mulher (CRAM) do município de Itabuna, focou, além das formas de busca por proteção e reparação, em como a mulher pode se proteger de relacionamentos abusivos e da violência em suas diversas formas – física, sexual, psicológica, moral, patrimonial etc.

O setor Jurídico da Socializa no CPI também participou, com uma explanação à luz da Lei Maria da Penha (Lei 11.340/2006), desde seu contexto histórico até as dúvidas frequentes. Explanaram sobre o tema as advogadas Maria Genice e Maria Luíza. Também participou, como representante do Ministério Público Estadual, o assistente da 13ª Promotoria (Execuções Penais), Eduardo Passos, que falou sobre o papel do MPE sobre a fiscalização do cumprimento da lei e do funcionamento das instituições afeitas ao tema.

Participaram, ainda, o gerente administrativo da Socializa, João Sobral, e representantes do Corpo Técnico do CPI – psicólogos, assistentes sociais, enfermeira pedagoga, terapeuta ocupacional, odontólogo além das instrutoras dos cursos profissionalizantes –, bem como coordenadores do Corpo Técnico e do Centro de Ressocialização, Saulo Moura e Maria Lúcia Beltrão.

A ação contemplará, também, em um segundo momento, a população feminina de colaboradoras, que receberá a mesma sensibilização, como forma de promover um ambiente saudável do ponto de vista do respeito aos direitos da mulher, independente de sua condição.

arte2

Arquivos
Conjunto Penal de Barreiras promove atividades em alusão ao maio laranja
Maio Laranja: Unidade de Itabuna promove ação de conscientização para reeducandos e familiares
Mutirão para emitir documentos movimenta a unidade de Lauro de Freitas
Barreiras: Unidade promove campanha de vacinação contra a influenza
Conjunto Penal de Lauro de Freitas promove ação de imunização contra influenza

O Setor de psicologia do Conjunto penal de Barreiras, promoveu uma atividade para reeducandos acusados de crimes sexuais. O mês é marcado pela Campanha maio laranja, que tem por objetivo

//
22 de maio de 2024

Dia 18 de maio é o dia nacional de combate ao abuso e à exploração sexual infantil no Brasil. A campanha "maio laranja" é uma iniciativa que tem o intuito

//
22 de maio de 2024

Em função do direto civil dos apenados, no dia 20 de Maio, a Socializa realizou no Conjunto Penal de Lauro de Freitas, um mutirão para emissão de documentos da população

//
20 de maio de 2024

Nos dias 15 e 16 de maio, o Conjunto Penal de Barreiras realizou a Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza, em parceria com a Coordenação do Programa de Imunização

//
20 de maio de 2024

O Conjunto Penal de Lauro de Freitas, realizou nos dias 13 e 14 de maio, a ação de imunização contra a Gripe/Influenza. A ação contou com a parceria da Secretaria

//
15 de maio de 2024