Pessoas em privação de liberdade dos Conjuntos Penais de Itabuna e Vitória da Conquista são certificados em Curso Profissionalizante

A Secretaria de Administração Penitenciária e Ressocialização – SEAP, por meio da Superintendência de Ressocialização Sustentável e dos Conjuntos Penais de Itabuna (CPI) e Vitória da Conquista (CPVC), realizou a formatura de 42 pessoas em privação de liberdade, entre homens e mulheres, que agora estão aptos a trabalhar com a fabricação de produtos de limpeza e hortaliças.

Os cursos que aconteceram nas unidades prisionais compõem as ações do Projeto de Capacitação Profissional e Implantação de Oficinas Permanentes (PROCAP V) que está sendo executado em unidades prisionais do Estado da Bahia através do Convênio entre o Ministério da Justiça/DEPEN e a SEAP.

Em Itabuna, estiveram presentes na solenidade a dra. Cláudia Moraes Trindade, representando o Superintendente de Ressocialização Sustentável da SEAP, o Major PM Adriano Valério Jácome da Silva, Diretor da CPI, a professora Daniele Guimarães, que ministrou o curso, e demais colaboradores da equipe técnica da unidade.

De acordo com o diretor do CPI, Major PM Adriano Valério Jácome da Silva, o curso demonstra que todos, com oportunidade, possuem condições ressignificar suas vidas. “Os alunos saem desse curso com a certeza de que podem ir além e evoluir. Esse curso, assim como outros que ofertamos na Unidade, tem esse caráter, de despertar as potencialidades de cada um para um recomeço de vida”.

Um dos alunos certificados em Itabuna foi na mesma linha: “Nós cometemos falhas, estamos pagando, mas muitos de nós nunca tivemos uma oportunidade. Hoje temos essa nova chance e só depende de cada um aproveitar”.

Em Vitória da Conquista, a certificação contou com a presença das pedagogas da Unidade, Celiane dos Santos Fernandes e Eliene Silva Cerqueira, e da terapeuta ocupacional, Ellen Ramos. A instrutora do curso foi a tecnóloga ambiental Camila Cordeiro Parente e o representante do Patronato Penal, Marcos Rocha, além do diretor da unidade penal, Major Edmário; a defensora Pública, Kaliane Gonzaga, assim como representante do Conselho Penal e da Comissão do Sistema Prisional e de Segurança, Dr. Murilo; Alessandro, gerente administrativo da Socializa; André, coordenador de segurança da Socializa; Dr. Rômulo, diretor adjunto do conjunto penal e Welton, da Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap).

“É um trabalho muito importante esse realizado no conjunto penal, porque eu só acredito na mudança daqueles que se encontram encarcerados oferecendo atividades, trabalho e cursos técnicos profissionalizantes como esse”, sintetizou o representante do patronato, Marcos Rocha.

A realização teve apoio da Socializa – Soluções em Gestão, empresa que administra o CPI e o CPVC em regime de cogestão com o Governo do Estado.

Realização de um curso do Projeto de Capacitação Profissional e Implantação de Oficinas Permanentes no Conjunto Penal de Itabuna
Realização de um curso do Projeto de Capacitação Profissional e Implantação de Oficinas Permanentes no Conjunto Penal de Itabuna
Realização de um curso do Projeto de Capacitação Profissional e Implantação de Oficinas Permanentes no Conjunto Penal de Vitória da Conquista
Realização de um curso do Projeto de Capacitação Profissional e Implantação de Oficinas Permanentes no Conjunto Penal de Vitória da Conquista