CONJUNTO PENAL DE ITABUNA DOA ALIMENTOS DE SUA HORTA ORGÂNICA A INSTITUIÇÕES ASSISTENCIAIS

Foi realizada, na manhã de terça-feira (9), mais uma doação de alimentos orgânicos cultivados na horta do projeto Semeando a Liberdade, do Conjunto Penal de Itabuna. Foram beneficiados o Lar dos Idosos, da Fundação Dr Baldoíno Lopes de Azevedo, e o Grupo de Apoio ao Paciente Oncológico (GAPO).

Foram entregues principalmente hortaliças e verduras, a exemplo de couve, cebolinha, hortelã, coentro, favaca grossa, pimentão, quiabo, jiló, cebola. Os alimentos são fruto do trabalho realizado pelos internos do CPI, dentro do processo de ressocialização realizado na unidade.

Coordenado pelo setor de Terapia Ocupacional do Conjunto Penal de Itabuna, que é operacionalizado pela Socializa – Soluções em Gestão, o projeto Semeando a Liberdade é uma ação da Secretaria Estadual de Administração Penitenciária e Ressocialização (SEAP), como estratégia para ocupação do tempo dos internos de forma produtiva e ressocializadora.

A horta orgânica é financiada com recursos da reciclagem de resíduos sólidos da unidade prisional. Com isso, toda a produção é doada a instituições que cuidam de pessoas em situação de vulnerabilidade social.