CONJUNTO PENAL DE ITABUNA CERTIFICA 33 INTERNOS EM CURSOS PROFISSIONALIZANTES

Um dia diferente na vida de 33 reeducandos custodiados no Conjunto Penal de Itabuna (CPI), que participaram da cerimônia de certificação nos cursos de bordado manual, bordado eletrônico, biscuit, cabeleireira, escovista, serigrafia e sandálias.

O evento foi realizado na tarde dessa segunda-feira (29), na sala de audiências do CPI, onde foram conferidos certificados a todos que cumpriram a carga horária e se fizeram presentes – alguns já estão em liberdade e receberão o documento em suas casas.

O diretor do CPI, major PM Adriano Valério Jácome da Silva, comandou a cerimônia e destacou a importância desse momento para cada um dos reeducandos. “É um momento de recomeço. Os senhores e senhoras estão conquistando algo que é para sempre, o conhecimento”. Ele destacou a dedicação dos instrutores. “Tenho certeza que todos fazem por amor”, observou.

“Para nós, esse momento representa uma oportunidade escolhermos um caminho diferente, uma porta diferente, para nossas vidas. Já conhecemos a porta larga, que acabou por nos trazer até essa situação. Vamos escolher a porta estreita, que pode não nos dar carrões ou luxos, mas nos permitirá andar de cabeça erguida, sendo úteis à sociedade”, discursou uma das reeducandas certificadas.

Alguns dos concluintes não receberam o certificado por já terem ganhado a liberdade antes da cerimônia. A esses o documento será encaminhado. Os cursos são ministrados e supervisionados por instrutores e equipe multidisciplinar da empresa Socializa, que operacionaliza a unidade prisional, em regime de cogestão com o governo do estado.

Participaram da cerimônia, além do diretor Adriano Jácome, o diretor-adjunto Bernardo Cerqueira Dutra, o coordenador de segurança, Fábio Vivas, bem como representantes da empresa Socializa – gerência, corpo técnico e segurança.

certificacao 2

 

certificacao 1