CONJUNTO PENAL DE BARREIRAS CONTA COM UM NOVO MANEJO PARA TRATAMENTO DE TUBERCULOSE E HANSENÍASE

Em visita ao Centro Municipal de Saúde Leonidia Ayres de Almeida, na manhã de quinta-feira (27) foi realizado um treinamento ministrado pela equipe de saúde dos programas de Hanseníase e Tuberculose. Dra. Adrineide Maldelli Farmacêutica responsável pelo dois programas de controle da tuberculose e Hanseníase, Enfermeira Karen Nepomuceno e a Técnica de enfermagem Damiana Maria, contou com a participação da Farmacêutica da Socializa no CPBa., Juliana Silva Vieira.

O treinamento ressalta a importância do diagnóstico oportuno e do efetivo controle de contatos. Pensando neste contextos foram montadas estratégias para coleta, exames, diagnostico, tratamento e consulta medica, preconizando a realidade do Sistema Penitenciário, a Enf. Karen Nepomuceno foi criteriosa nas suas explicações quanto a atuação no controle da Hanseníase e a diminuição na incapacidade causada pela doença.

O Programa Nacional de Controle da Tuberculose (PNCT) está integrado na rede de Serviços de Saúde. É desenvolvido por intermédio de um programa unificado, executado em conjunto pelas esferas Federal, Estadual e Municipal. Está subordinado a uma política de programação das suas ações com padrões técnicos e assistenciais bem definidos, garantindo desde a distribuição gratuita de medicamentos e outros insumos necessários até ações preventivas e de controle do agravo. Isto permite o acesso universal da população às suas ações. Por se tratar de unidade prisional que contempla um PSP (Posto de Saúde Penitenciário) e uma equipe multidisciplinar  composta por profissionais da Socializa como médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem, odontólogos, assistentes sociais, psicólogos, terapeuta ocupacional,  é possível realizar no CPBa  um manejo de controle e tratamento da Hanseníase e Tuberculose.