CONJUNTO PENAL DE ITABUNA REALIZA CERIMONIA PARA ENTREGA DE CERTIFICADOS PROFISSIONAIS

“Nós acreditamos em vocês, oferecemos os cursos, disponibilizamos, junto com a empresa Socializa, as ferramentas para a transformação que todos anseiam. Mas vocês acreditaram no próprio potencial, e o resultado é o sucesso que estamos vendo aqui hoje” [Capitão PM Adriano Valério Jácome da Silva – Diretor]

 

Reencontros, lágrimas, abraços de amigos e familiares. Choro, só de alegria. Assim foi a cerimônia que marcou a entrega de certificados de conclusão de cursos a 12 internos e internas do Conjunto Penal de Itabuna (CPI), realizada no sábado (5). Os cursos, ofertados pela Socializa, foram ministrados pela equipe multidisciplinar da empresa no CPI. Foram entregues certificações profissionalizantes em Corte e Costura, Cabeleireiro e Bordado em Máquina Eletrônica.

Os concluintes foram unânimes ao agradecer pela oportunidade oferecida, que eles “agarraram com as duas mãos”. Todos também reconheceram as transformações que os cursos proporcionaram em suas vidas, preparando-os para o retorno ao convívio em sociedade.

Houve ainda distribuição de brindes a todos os cursistas e, também, a entrega de um kit, contendo secador e prancha, para uma egressa. Ela, após concluir o curso de cabeleireira na unidade ganhou liberdade, mas sentiu dificuldade em se readaptar à sociedade, principalmente pela falta de oportunidades de trabalho. A doação do kit foi uma resposta ao pedido de ajuda que fez ao Serviço Social da unidade, a fim de se manter fora da criminalidade, exercendo a profissão que aprendera.

Família reintegrada

O diretor do Conjunto Penal, capitão PM Adriano Valério Jácome da Silva, observou que a SEAP enquanto órgão do estado e a empresa Socializa, cumprem seus papeis, de oferecer as oportunidades, mas que o mérito pelo sucesso no curso e mesmo na vida, é de cada um.

“Nós acreditamos em vocês, oferecemos os cursos, disponibilizamos, junto com a empresa Socializa, as ferramentas para a transformação que todos anseiam. Mas vocês acreditaram no próprio potencial, e o resultado é o sucesso que estamos vendo aqui hoje”, afirmou, em seu discurso.

Um dos momentos mais emocionantes foi quando, no momento da entrega do certificado de conclusão do curso de Corte e Costura a um dos reeducandos, foi anunciado que ele receberia, também, o seu Alvará de Soltura, expedido pelo juízo da Vara de Execuções Penais de Itabuna.

Moradora de um município distante mais de 100 quilômetros de Itabuna, a mãe do ex-interno não conseguiu segurar a emoção. “Sei que ele errou, mas eu não o abandonei. Não o abandonaria jamais. Na verdade, daria a minha vida por ele e por todos meus filhos. Hoje é o dia mais feliz de minha vida”.

Ele também se emocionou, mas fez questão de ressaltar e agradecer pelas oportunidades que teve enquanto cumpriu sua pena na instituição, fazendo questão de nominar as instrutoras do curso, bem como toda a equipe da Ressocialização e à empresa Socializa. “Fui acolhido, vocês acreditaram em mim. Hoje estou feliz porque estou saindo, mas triste porque tenho muitos amigos que ficam. Espero que todos sigam melhorando, aproveitando as oportunidades, porque um dia a vitória chega”.

ss2

ss1

ss3