CONJUNTO PENAL MASCULINO DE SALVADOR INICIA PROJETO ASPECTOS BIOPSICOSSOCIAIS DA DEPENDÊNCIA DE ÁLCOOL E OUTRAS DROGAS

 “A diminuição do aumento do tráfico de drogas está diretamente ligada à redução de presos dependentes químicos. Caso contrário, eles sairão do cárcere e voltarão a praticar delitos, pois a dependência química não se cura sem apoio e sem o devido tratamento” [Paulo Salinas – Diretor do CPMS]

Nesta sexta (23) aconteceu no Conjunto Penal Masculino de Salvador (CPMS), o 1º encontro “Conscientização sobre os malefícios no uso de drogas”. A iniciativa integra o Projeto “Aspectos Biopsicossociais da Dependência de Álcool e outras Drogas”, desenvolvido pela Coordenação de Saúde da Unidade, através da Psicóloga Herondina Gondim.
“O projeto busca trabalhar junto aos internos o fortalecimento dos valores sociais e combate a vícios, como tabagismo, alcoolismo e outras drogas em geral. Neste 1º encontro realizamos com a presença da Pedagoga Renécia Figueiredo e do educador físico Isaac Nascimento, uma palestra com demonstração ampla sobre o perigo das drogas e um debate aberto a todos. ” Afirma Herondina
O projeto é realizado por equipe multidisciplinar, composta pelos profissionais de saúde da Socializa no CPMS capacitados na área. As atividades incluem reuniões de grupo com reeducandos pré-selecionados, palestras motivacionais, discussões de temas propostos, dinâmica de grupo, atividades de cultura e lazer, orientação sobre a utilização medicamentos dentre outras.
Para Paulo Salinas, diretor do CPMS o abuso de drogas é considerado, atualmente, um dos maiores problemas da nossa sociedade. A situação vem se agravando cada vez mais, podendo ser considerado um problema de saúde e segurança pública. Infelizmente, os jovens estão cada vez mais vulneráveis a esta situação. “A diminuição do aumento do tráfico de drogas está diretamente ligada à redução de presos dependentes químicos. Caso contrário, eles sairão do cárcere e voltarão a praticar delitos, pois a dependência química não se cura sem apoio e sem o devido tratamento” afirma o diretor.

sao3

sao2