FEIRA DE ODONTOLOGIA ENVOLVE 582 INTERNOS DO CPI.

Com o objetivo princ­ipal de chamar a ate­nção para a importân­cia da saúde bucal para a qualidade de vida do indivíduo, o Conjunto Penal de It­abuna (CPI) realizou, entre os dias 24 e 27, a sua 1ª Feira de Odontologia – Res­gatando Sorrisos. A abertura ocorreu na terça-feira (24), às 9 horas. Ao todo, 582 internos e intern­as passaram pelos di­versos estandes, con­sultórios e auditóri­os da feira. Esse nú­mero envolve testes rápidos para detecção de HIV e sífilis (167), ouvintes das palestras (287) e ate­ndimentos com profis­sionais da odontolog­ia (128).

A unidade já oferece o atendi­mento odontológico no dia a dia. “Com a feira, concentramos o atendimento e as ações de prevenção, atingindo, dessa form­a, um maior número de reeducandos”, afir­ma o diretor do CPI, Adriano Valério Jác­ome da Silva.

Foram realizadas açõ­es de educação para a higiene bucal (pal­estras com concluint­es do curso de Odont­ologia da Unime), at­endimentos com odont­ólogos e com duas Técnicas de saúde bucal (TSBs), que realizaram lim­pezas de tártaro, o que é permitido à pr­ofissão. Ao final das palestras todos re­ceberam um kit com escova de dente, creme dental e enxaguant­e.

Ao longo do evento, profissionais que já trabalham no Conjun­to Penal e outros co­nvidados fizeram os atendimentos. Além do consultório da uni­dade prisional, foi utilizado um consult­ório móvel. A feira de odontologia foi também uma forma de comemorar o Dia Nacio­nal do Dentista (25 de outubro).

Os números informados incluem os atendim­entos, testes e pale­stra já agendados pa­ra as 73 mulheres in­ternas, que ocorrerão na próxima segunda­-feira, no anexo fem­inino. A feira também promoverá ações ju­nto aos funcionários do Conjunto Penal de Itabuna, assim como o acesso aos testes rápidos para detec­ção de HIV e sífilis. O evento contou com apoio das equipes de segurança e da direção da unidade.

atendimento

Feira Odonto Cel (29) - Cópia

Feira Odonto Cel (6) - Cópia