CPI INICIA MAIS UM CURSO PROFISSIONALIZANTE DE CABELEIREIRO

 

Em continuidade ao projeto Beleza Viva, que mantém um salão de beleza implantado na unidade prisional, com o objetivo de profissionalizar na área de Cabeleireiro as mulheres privadas de liberdade e ajudar na recuperação da autoestima.

No dia 07 de fevereiro, teve início a turma 2017.1, contemplando 15 mulheres, entrevistadas e avaliadas pela equipe de Ressocialização que identificou as pessoas que pensam em se desenvolver no mercado de beleza como cabeleireiros em salões de beleza ou como autônomos, podendo atuar com higienização, escova, penteados, corte, coloração, mechas, alisamento e relaxamento dos cabelos.

É uma profissionalização, com carga horária de 300 horas, oferecida duas vezes na semana durante o primeiro semestre deste ano e a intenção é que mais internas tenham oportunidade para obter conhecimento e certificado profissionalizante, viabilizando uma oportunidade real de trabalho.