CONJUNTO PENAL DE ITABUNA É APROVADO PELA CORREGEDORIA DO TJ

A juíza Liz Rezende, corregedora de presídios do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ), fez uma visita ao Conjunto Penal de Itabuna (CPI) na quinta-feira (16), na qual inspecionou toda a unidade prisional. A visita, da rotina da Corregedoria de Presídios para todas as unidades, verificou as condições de tratamento, as ações e projetos de ressocialização e remição, educação e a vida processual dos internos. Ela esteve acompanhada do juiz da Vara de Execuções Penais e Medidas Alternativas da comarca de Itabuna, Antônio Carlos Maldonado.

O CPI foi aprovado na avaliação da Corregedoria. De acordo com a magistrada corregedora, em linhas gerais o Conjunto Penal de Itabuna cumpre os requisitos. Ela avaliou que tanto a direção do Estado – diretor, diretor-adjunto e coordenador de Segurança – e a empresa que faz a cogestão, a SOCIALIZA GESTÃO PRISIONAL, realizam o trabalho de acordo com o que preconiza a legislação. “A empresa cumpre o que foi contratado com o estado. A unidade promove a ressocialização, garante serviços de saúde, assistência social, cursos e educação”, observou em seu relatório.

Todo o planejamento estratégico nas unidades é definido de forma a garantir que as atividades sejam desenvolvidas de acordo com os conceitos que regem a Lei de Execuções Penais, uma vez que eles estão diretamente relacionados a imagem da SOCIALIZA.

Este é o resultado de um trabalho em equipe, isso pressupõe uma dinâmica permanente de planejamento, execução, monitoramento, avaliação, ajustes e reajustes, uma cogestão.