Projetos de Ressocialização

PROJETO CINEMA E CULTURA

 

Com a visão de contribuir para a mudança no quadro educacional no sistema prisional a Socializa  tomando como base os preceitos da lei 7.210/84, a qual diz que a execução penal deve proporcionar condições para a harmônica integração social do condenado e do internado elaborou o projeto CINEMA E CULTURA , que exibe filmes para os reeducandos no período de recesso escolar.

A atividade é aplicada pela equipe pedagógica do complexo prisional sendo direcionada aos reeducandos matriculados. São exibidos filmes com caráter motivacional e educacional  , com o intuito de potencializar as emoções; melhorar a comunicação; e priorizar valores tomando como base normas e padrões de vida exibidos nos filmes.

PROJETO FILMES EDUCACIONAI

PROJETO FEIRA DE ARTESANATO “MÃOS QUE FAZEM ARTE”.

O Projeto MÃOS QUE FAZEM ARTES, desenvolvido pela Socializa viabiliza a exposição e comercialização das  peças artesanais produzidas pelos reeducandos nas oficinas laborativas de artesanato das unidades prisionais, a fim de levar a arte ao conhecimento do público.

Artesanatos em papel ofício e celofane, palito de picolé, pinturas em telas e arte com reciclagem ficam a venda durante a feira e serão expostos nos eventos realizados na Unidade ou fora dela seguindo as normas legais.

Toda a renda arrecadada com a venda das peças é revertida para o reeducando que responsável pela arte confeccionada.

fotoR1

fotoR2    fotoR3

 

PROJETO SEMEANDO LIBERDADE.

O projeto tem como finalidade proporcionar aos reeducandos a oportunidade de desenvolver atividades laborais com o cultivo de verduras, legumes e hortaliças, além de promover a ressocialização e a possibilidade de remição da pena.

Entre as variedades produzidas estão alface crespa, alface lisa, cebolinha verde, coentro, rúcula, rabanete, salsa, couve, pimentão dentre outras. A produção é destinada para consumo interno da unidade e também é comercializada com mercadinhos e colaboradores da unidade com renda revertida para a gratificação dos reeducandos participantes.

Ao desenvolver o projeto acreditamos que a pessoa privada de liberdade exerce também a sua cidadania e reencontra sua dignidade, além de obter o aprendizado sobre o cultivo de diversos alimentos, promovendo uma positiva mudança de comportamento e contribuindo com sua renda família.

fotoR4

fotoR5

PROJETO REMIÇÃO x  EDUCAÇÃO

 

O projeto tem como objetivo utilizar a escola como um instrumento de desenvolvimento das potencialidades intrínsecas ao ser humano, reinserção social e minimização da negatividade gerada pela situação de cárcere, conforme recomendação nº 44, de 26 de novembro de 2013 do Conselho Nacional de Justiça.

São disponibilizadas Palestras periódicas para conscientização e motivação dos reeducandos matriculados ou não na escola das unidades prisionais.

fotoR6

 

PROJETO REMIÇÃO PELA LEITURA

 

O projeto tem como objetivo reduzir as penas e incentivar a prática da leitura, nas unidades administradas em sistema de Cogestão pela empresa Socializa e Estado da Bahia. Além disso, diminuir a ociosidade dos internos, assim ampliando as modalidades de tarefas no interior do cárcere e a redução da criminalidade através da ressocialização de detentos condenados e provisórios, pela leitura e produção escrita de obras literárias e científicas. Buscando assim estimular nos alunos/internos um processo de leitura permanente para estarem continuamente atualizados frente aos desafios e perspectivas do mundo moderno/contemporâneo, ajudando-os a se tornarem leitores e escritores.

 

De acordo com a Recomendação n. 44 do CNJ, deve ser estimulada a remição pela leitura como forma de atividade complementar, especialmente para apenados aos quais não sejam assegurados os direitos ao trabalho, educação e qualificação profissional. Para isso, há necessidade de elaboração de um projeto por parte da autoridade penitenciária estadual ou federal visando a remição pela leitura, assegurando, entre outros critérios, que a participação do preso seja voluntária e que exista um acervo de livros dentro da unidade penitenciária. Segundo a norma, o preso deve ter o prazo de 22 a 30 dias para a leitura de uma obra, apresentando ao final do período uma resenha a respeito do assunto, que deverá ser avaliada pela comissão organizadora do projeto. Cada obra lida possibilita a remição de quatro dias de pena, com o limite de doze obras por ano, ou seja, no máximo 48 dias de remição por leitura a cada doze meses.

fotoR6

fotoR6

fotoR6

PROJETO LIBERDADE SUSTENTÁVEL

A Socializa vem contribuir para a formação profissional de pessoas em situação de situação de cárcere, visando colaborar com a emancipação socioeconômica e a construção da cidadania, permitindo que os reeducandos (as) ao regressarem a sociedade se tornem autônomos e adquiram condições de atuar no mundo do trabalho, na perspectiva da edificação de uma sociedade mais justa e igualitária, através da formação inicial e continuada de trabalhadores.

Nessa perspectiva, a Socializa em conjunto com a Unidade Prisional propõe-se a oferecer o Projeto Liberdade Sustentável através do curso de formação inicial e continuada em Corte e Costura: vestuário e modelagem, na modalidade presencial e a Capacitação em confecção de chinelos do tipo Havaianas por entender que estará contribuindo para a elevação da qualidade dos serviços prestados à sociedade, formando o Auxiliar Técnico em Corte e Costura: Vestuário e Modelagem, através de um processo de apropriação e de produção de conhecimentos científicos e tecnológicos, capaz de contribuir com a formação humana integral e com o seu desenvolvimento socioeconômico, articulado aos processos de democratização e justiça social.