CONJUNTO PENAL DE ITABUNA INICIA VACINAÇÃO DE INTERNOS E FUNCIONÁRIOS

vacina1

Teve início, na manhã de segunda-feira (6), a vacinação de internos e dos funcionários no Conjunto Penal de Itabuna (CPI). A vacina contra o vírus Influenza é realizada em todo o país desde o dia 22 de abril, priorizando alguns grupos, entre eles pessoas privadas de liberdade e funcionários do sistema prisional (veja abaixo).
A meta no CPI é vacinar 100% dos dois públicos, algo em torno de 1.400 pessoas, durante os próximos dias. Na primeira etapa, foram imunizados funcionários e internos que laboram na unidade. Em seguida serão vacinados os reeducandos que não tem convivência fora dos pavilhões.
Quem pode receber
Em todo o país, entre os públicos prioritários estão incluídos trabalhadores da saúde; povos indígenas; puérperas (mulheres até 45 dias após o parto); idosos; professores de escolas públicas e privadas; pessoas com doenças crônicas ou imunidade baixa; jovens sob medidas socioeducativas; funcionários do sistema prisional; pessoas privadas de liberdade; e profissionais das forças de segurança e salvamento (policiais, bombeiros e membros ativos das Forças Armadas).
A escolha dos grupos segue recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS). A meta no Brasil é vacinar pelo menos 90% dos grupos elegíveis.

IMG-20190506-WA0012

vacina2